A Dataprev informou nessa segunda-feira (20/7) que mais de 917,3 mil cadastros do auxílio emergencial de R$ 600 permanecem classificados como “inconclusivos” nos sistemas. Na prática, isso significa que o requerimento foi analisado pela estatal, mas necessita ainda de uma complementação do cadastro, que deve ser feita pelo próprio cidadão. “Os cidadãos ainda podem complementar seus dados via aplicativo e site (acesse aqui) da Caixa para que sejam processados seus requerimentos”, ressaltou a Dataprev, em nota.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, os motivos dessa resposta inconclusiva podem ser: marcação como chefe de família sem indicação de nenhum dependente; falta de inserção da informação de sexo; inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento; divergência de cadastramento entre membros da mesma família; inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.

Como fazer: É possível completar as informações no aplicativo do auxílio. Neste caso, será necessário rever os dados, incluir as informações corretas e submeter um novo pedido. Veja o passo a passo: 1. Abra o aplicativo da Caixa e selecione “Acompanhe sua solicitação”; 2. Informe os dados e cadastre para prosseguir; 3. Ao listar os prováveis motivos, a Caixa vai informar que não foi possível avaliar o cadastro. Nesta tela, é possível clicar em “Nova solicitação” ou “Contestar essa informação”; 4. Acesse “Nova solicitação” para a reavaliação do cadastro pela Dataprev. É possível fazer essa nova solicitação várias vezes; 5. Em seguida, preencha os dados e complete o cadastro; 6. Por fim, o pedido de nova solicitação será analisado pela Dataprev. É possível companhar a opção “Acompanhe sua solicitação”.

Metrópolis