centered image

Cabo Daciolo desiste de candidatura e anuncia apoio a Ciro Gomes


Sexto colocado na disputa presidencial de 2018, o ex-deputado federal Cabo Daciolo (Brasil 35) anunciou nesta quinta-feira (16), em suas redes sociais, que está renunciando a uma nova candidatura em 2022 para apoiar o ex-ministro e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT). A decisão se deu após um encontro entre os dois na casa do pedetista, no Ceará, ocasião em que ele diz ter encontrado um político muito abalado pela operação da Polícia Federal. Em vídeo aos seus eleitores ele, diz, emocionado, que não sabe o motivo de estar fazendo isso, mas que "segue ordens do Espírito Santo" para se encontrar com Ciro Gomes e anunciar o apoio.

"Quero dizer pro pré-candidato a presidência Ciro Gomes: irmaozão, no dia da eleição em 22, se na contagem de votos você tiver um voto lá, saiba que esse voto foi do Cabo Daciolo. Não sei porque eu estou fazendo isso. Sei que o criador está mandando eu falar isso pra você. Guarda isso aí, meu irmão", disse Cabo Daciolo.

Ao anunciar que está desistindo de sua pré-candidatura que havia sido colocada, Cabo Daciolo afirmou que o Brasil 35 é um partido pequeno e que não teria como participar dos debates. Ele afirma que tem certeza de que será presidente da República um dia. Em 2022, porém, ainda vai avaliar se terá espaço para concorrer a algum outro cargo.

"Deus está me tocando aqui e eu quero falar pra você que Cabo Daciolo não é mais pré-candidato à Presidência da República. Eu não sou mais pré-candidato à Presidência da República. Eu cheguei agora no aeroporto, vou correr pra anunciar agora pro partido, não sei qual porta vai ser aberta. Não sei o que vai ser aberta, não sei se vou ser candidato ao Senado, eu não sei se vou ser candidato ao governo, eu não sei o que vai acontecer. Talvez eu não seja candidato a nada", disse, completando que seu partido não tem hoje um nome ao governo do Rio de Janeiro ainda.

Nas eleições de 2018, Ciro Gomes e Cabo Daciolo protagonizaram um momento marcante no debate da Band, no qual o pastor questionou o ex-governador do Ceará sobre a existência da União das Repúblicas Socialistas da América do Sul (Ursal). Ciro achou graça na ocasião e na resposta, ironizou: "A democracia é uma delícia, é uma beleza, mas ela tem certos custos". Ao anunciar a desistência para 2022 nesta quinta-feira (16), Daciolo reiterou que "a Ursal existe sim", mas que mesmo assim daria apoio ao pedetista.

Veja o vídeo em que Cabo Daciolo anuncia o apoio a Ciro Gomes:
Via O Tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem