Quatro pessoas são mortas em chacina após conflito de facções em Guaraciaba do Norte



Quatro pessoas foram assassinadas a tiros em uma residência em Guaraciaba do Norte, na manhã desta segunda-feira, 4. O crime aconteceu no Sítio Bananeiras, zona rural da cidade. Segundo a Polícia Militar, as vítimas são dois homens, ambos de 21 anos, e duas mulheres, uma de 20 e outra de 28 anos. Elas são suspeitas de integrarem uma organização criminosa com atuação na cidade e, de acordo com as investigações preliminares, podem ter sido atacadas por membros de uma facção rival.

Ainda de acordo com a PM, a casa onde as vítimas foram assassinadas era utilizada como ponto de venda de drogas. Equipes da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) estiveram no local, onde coletaram vestígios que deverão colaborar com as investigações. Agentes da Polícia Civil da Delegacia Regional de Tianguá e da Delegacia Municipal de Guaraciaba do Norte, junto com policiais militares, realizam buscas desde o registro da ocorrência na tentativa de capturar os suspeitos. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Durante as diligências, a Polícia prendeu duas pessoas suspeitas de participarem da mesma facção da qual supostamente faziam parte as vítimas. Antônio Wagner Cardoso, 31, e Lara Beatriz Saldanha Braga, 21, no entanto, não tiveram envolvimento na chacina, segundo a PM. Armas de fogo e outros materiais foram apreendidos com a dupla.

Os suspeitos estavam em um imóvel que servia de apoio para o grupo criminoso. A residência fica situada a cerca de 300 metros do crime. Lá, os policiais encontraram duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 380, 21 munições calibre 380, um carregador de pistola, três coletes balísticos, duas balaclavas, duas motocicletas roubadas, cinco capacetes, além de quatro papelotes de maconha e três de cocaína.

O homem e a mulher foram conduzidos à Delegacia de Guaraciaba do Norte, onde foram autuados pelos crimes de organização criminosa, associação para o tráfico e tráfico de drogas. Até o fechamento desta matéria, os suspeitos de terem cometido o crime ainda não haviam sido localizados pela PM.

O Povo

Postar um comentário

0 Comentários