Ararendá: TCE desaprova contas de Rachel Eduardo e poderá ficar inelegível

Atualização as 21h02 desta quarta-feira (13)

 A vereadora emitiu nota de esclarecimento acusando o Portal Sertões, de fake news, porém a matéria foi publicada com base em documento disponibilizado no próprio site do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que provam que a vereadora teve as contas desaprovadas.

O processo pode ser consultado por qualquer pessoa no site do TCE, clicando aqui, e colocando o número do processo: 21040/2018-3.

Confira parte do acórdão na imagem abaixo:
Apesar da acusação infundada da vereadora, o portal seguirá a linha de jornalismo ético, sem espaços para contestações infundadas.


Em acórdão publicado na segunda-feira (11), o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), julgou irregulares das contas da vereadora Rachel Eduardo (PT), esposa de Aristeu Eduardo (PT), ex-prefeito do município, referente ao exercício financeiro do ano de 2016, enquanto gestora da Câmara Municipal de Ararendá. 

De acordo com a ementa, houve "inconsistência dos demonstrativos dos subsídios dos vereadores em relação aos dados registrados no SIM e no balanço orçamentário".

A vereadora também foi condenada a pagar multa no valor de R$ 3.000,00. A sessão de julgamento aconteceu entre 21 a 25 de junho. Após o julgamento do TCE, a vereadora poderá estar inelegível, devendo ser julgada pela Justiça Eleitoral. 

Postar um comentário

0 Comentários