Mapa divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesa), desta quinta-feira (3), revela monitoramento da presença do novo coronavírus no Ceará. Os níveis de alerta são divididos de 1 a 4, em que 1 é o “novo normal”, 2 é “moderado”, 3 é “alto” e 4 é “altíssimo”. Crateús aparece com nível de alerta alto moderado (nível 2).

Em boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Crateús ainda nesta quinta-feira, o município alcançou 6.232 casos curados, 77 em tratamento domiciliar, 103 óbitos e 364 casos em investigação.

Na região, o município de Independência aparece com risco baixo (nível 1), enquanto Novo Oriente e Ipaporanga também apresentam risco moderado (nível 2). Já Independência, Poranga e Ipueiras figuram no risco alto, enquanto Tamboril e Ararendá estão em risco altíssimo (nível 4).

Os indicadores consideram o aumento de casos diários, de internações, de testes positivos, de mortes e de leitos de UTI ocupados entre 15 e 28 de novembro.

De acordo com a plataforma, o Ceará registrou, nas últimas duas semanas epidemiológicas (47 e 48), 137 novos casos diários da doença pandêmica a cada 100 mil habitantes, nível de alerta “moderado” e com tendência de queda.

A Sesa explica que um indicador está “crescendo” quando há aumento do valor superior a 15% entre as duas últimas semanas epidemiológicas; “decrescendo” quando há redução do valor superior a 15% no período; e “estabilizando” quando apresenta “quaisquer outras situações”.

 Cidades em verde: risco 1, novo normal / Amarelo: risco 2, moderado / Laranja: risco 3, alto / Vermelho: risco 4, altíssimo

Nathan Loiola, com Diário do Nordeste