Ipaporanga: caso Maria Diolinda completa 9 anos sem elucidação

O dia 11 de junho de 2011 ficou marcado por um dos acontecimentos mais sombrios da história de Ipaporanga. Uma senhora de 52 anos, conhecida como Maria Diolinda, muito conhecida na cidade, deficiente física, foi vítima de violência física e sexual, e acabou falecendo.

O crime ocorreu durante a madrugada na avenida Dona Vitorinha, e teve repercussão em todo o estado do Ceará. Moradores estearam faixa no local onde ocorreu o crime, reivindicando justiça, apesar de 9 anos elucidação, e nenhum suspeito foi detido.

Postar um comentário

0 Comentários