Prefeito de Crateús participa da Marcha dos Prefeitos em Brasília

O Prefeito Marcelo Machado representa o Município de Crateús na XXII Marcha dos Prefeitos em Brasília neste início de semana. No encontro, organizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), onde aproximadamente 3,5 mil prefeitos de todo o Brasil, buscam chamar a atenção do governo federal para os desafios dos municípios em decorrência da queda na arrecadação. O evento teve início nesta segunda-feira, (08/04), e segue até a próxima quinta (11/04).

O chefe do Executivo participará de encontros com autoridades e também de painéis que vão tratar de assuntos como gestão local, modernização do Estado e transparência.

Presidente Bolsonaro anuncia aumento do FPM

O presidente da República Jair Bolsonaro participou do evento nesta terça-feira, 09, e anunciou o apoio do governo federal à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 391/2017, que acrescenta mais 1% ao primeiro decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) no mês de setembro de cada ano.

Saúde

Já o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, anunciou que irá permitir a redução da carga horária dos médicos, de 40 para 20 horas, e aumentar o número de equipes nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Ele falou sobre as propostas para reestruturar a Atenção Básica, flexibilizar o trabalho dos profissionais da Saúde da Família, regionalizar e diversificar as estruturas de atendimento.

Educação

Foi debatida a continuidade do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que tem vigência até 2020. A atividade foi coordenada pelo 2º secretário da Diretoria da CNM, Eduardo Tabosa.

O primeiro convidado a falar foi o consultor legislativo da Câmara dos Deputados Ricardo Martins. Ele detalhou os textos que foram apresentados na Câmara e no Senado e apresentou um cenário do debate dessa pauta nas duas casas. “Precisamos dar maior celeridade na tramitação e também fazer valer a voz dos Municípios”, destacou.

Representando o movimento Todos pela Educação, Caio Calegari apresentou dados sobre a luta pela equidade do Fundeb e os impactos disso para os Municípios. “Investimento e equidade são pontos-chave. Em educação, o Brasil é o país mais desigual do mundo e existe uma correlação muito clara entre igualdade e qualidade da educação e aí que vem o centro da nossa proposta de Fundeb”.

O Movimento Todos pela Educação também entregou para avaliação da CNM uma Minuta de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para o novo Fundeb. “Os pontos básicos da Minuta propõem melhoramentos de qualidade no sentido de promover a equidade do Fundo”, ressaltou.

Também compondo a mesa, a consultora da CNM na área de Educação, Mariza Abreu, destacou que há dois anos a Confederação Nacional de Municípios (CNM) participa ativamente dos debates sobre a vigência do Fundeb, defendendo que ele seja mais equitativo. Para isso, foi criado um grupo de estudos permanentes.

Para mais informações sobre os temas discutidos na Marcha dos Prefeitos, Clique Aqui

Postar um comentário

0 Comentários