Suspeito de fingir ser membro de organização criminosa para atrair atenção da Polícia para grupo rival é preso no Ipu


Em mais um trabalho investigativo de combate à criminalidade no município de Ipu prendeu mais dois homens suspeitos de integrarem um grupo criminoso responsável por crimes e por ameaças contra policiais, por meio de redes sociais. As ofensivas, que são continuidades da operação “Fake Threat”, ocorreram nessa sexta-feira (29), em Ipu e, nesse sábado (30), em Fortaleza. Com a prisão da dupla, sobe para 12 o número de suspeitos presos durante os trabalhos policiais.

Um dos presos identificado como Alexandre da Silva Facundo (25), conhecido como “Sagaz do Ipu”, é apontado como chefe de um grupo criminoso atuante no município responsável por delitos e por possuir um perfil nas redes sociais, onde postagens contendo ameaças a profissionais de segurança eram publicadas. Contra ele, um mandado de prisão preventiva pelo crime de integrar organização criminosa foi cumprido.

Apurações apontam ainda que Alexandre teria fingido pertencer a outro grupo criminoso para não ser identificado durante as investigações e atrair a atenção da Polícia para integrantes da mesma organização criminosa que ele fingiu ser partícipe. De posse da localização dele, as equipes diligenciaram até o bairro Manuel Dias Branco, em Fortaleza, onde o suspeito foi preso. O homem possui uma extensa ficha criminal e já responde por crimes como por tráfico de drogas, associação para o tráfico, associação criminosa, posse ou porte ilegal de arma de fogo, roubo, receptação e corrupção de menor.

Outra prisão

Na sexta-feira (29), Francisco Alison do Nascimento Silva (20), com passagens por tráfico de drogas e crime de transito foi preso em Ipu, foi preso. Contra ele, um mandado de prisão temporária que estava em aberto foi cumprido. O capturado é investigado pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e associação criminosa.

As diligências foram deflagradas pela Delegacia Municipal de Ipu. As ações contaram com o apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) do Departamento de Inteligência Policial (DIP) da PC-CE, e das Delegacias Regionais de Crateús, de Sobral, e de Ibiapaba, além do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Norte (DPJI Norte). Na última quinta-feira (28), dez pessoas foram presas durante os trabalhos policiais em Ipu. A PC-CE segue diligenciando para identificar e capturar outras pessoas envolvidas em crimes.

Via SSPDS

Postar um comentário

0 Comentários