Facebook e Instagram removem live em que Bolsonaro liga vacinas a Aids

Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), durante uma de suas lives semanais
(Foto: Reprodução/Redes sociais)

A última edição da live semanal do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), foi removida do Facebook e do Instagram. Durante o vídeo, transmitido na quinta-feira, 21, Bolsonaro afirmou que as vacinas contra a Covid-19 poderiam causar Aids. A afirmação, feita sem embasamento científico, estava em uma suposta notícia lida pelo presidente.

 No entanto, não existe relação entre o HIV (vírus causador da Aids) e a Covid-19, nem entre o HIV e as vacinas contra a Covid-19. É a primeira vez em que uma live do presidente é removida das plataformas, embora a divulgação de informações falsas por Bolsonaro seja recorrente. 

Apenas uma outra publicação do mandatário havia sido retirada do Facebook antes, um vídeo defendendo o uso de cloroquina - comprovadamente ineficaz contra a Covid-19 - e pregando o fim das medidas de distanciamento social.

O Povo

Postar um comentário

0 Comentários