Enel corta energia do prédio do Conselho Tutelar de Tamboril

Profissionais que atuam no prédio do Conselho Tutelar de Tamboril ficaram surpresos quando receberam visita de técnicos da Enel na tarde desta segunda-feira (10). 

A energia foi cortada e pessoas ligadas a atual gestão municipal afirmam que foi por falta de pagamento da gestão anterior. 

Contatado pela reportagem, o ex-prefeito Pedro Calisto enviou documentos que também estão disponíveis no Portal da Transparência, que provam que a energia do município foi parcelada até o dia 23 de setembro de 2020, porém sua gestão deixou de pagar os três últimos meses do ano.

"Essa conta que foi cortada ontem não era no nome da prefeitura. Na minha época era no nome de outra pessoa. Acontece que eles devem ter esquecido de pagar e estão querendo botar tudo nas minhas costas", disse o ex-prefeito.

Atualização às 19h:30

De acordo com vereador e líder do prefeito na Câmara Municipal, Manuel Sales, a pessoa responsável pela conta do prédio do Conselho Tutelar não repassou a conta para Prefeitura, e que o ex-prefeito falta com a verdade em relação a renegociação dos débitos e que existe um débito de três milhões de reais. O vereador afirmou ainda que a conta foi religada no mesmo dia.

Postar um comentário

0 Comentários