728x90

centered image

MPCE e Câmara recomendam exoneração de servidores por nepotismo em Ipueiras

 O prefeito de Ipueiras, Júnior do Titico, deverá exonerar 15 servidores nomeados por serem parentes de vereadores e outros servidores, após recomendação emitida pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) e da Câmara Municipal, nos dias 4 e 10 de março.

A vereadora Mônica Souto é a que tem o maior número de parentes empregados na prefeitura, totalizando seis. O MPCE recomenda exoneração de três servidores, enquanto a Câmara recomenda a exoneração de 12 servidores, devendo ser enviado ofício da Câmara para análise do MPCE.

Confira nomes dos que deverão ser exonerados, conforme recomendação do MPCE:

  • Ana Rafaela Damasceno, sobrinha da vereadora Mônica Souto Vasconcelos;
  • Breno Souto de Vasconcelos Catunda, filho da vereadora Mônica Souto Vasconcelos;
  • Thalita Vasconcelos Catunda Magalhães, filha da vereadora Mônica Souto Vasconcelos;
Confira nomes dos que deverão ser exonerados conforme recomendação da Câmara Municipal:
  • José Airton Dias Martins, filho da vice-prefeita, professora Idelva;
  • Gilberto Timbó Portela, sobrinho por afinidade da vereadora Mônica Souto Vasconcelos; 
  • Luan Timbó Teixeira Catunda, sobrinho por afinidade da vereadora Mônica Souto Vasconcelos
  • Pâmela Martins de Vasconcelos, sobrinha da vereadora Mônica Souto Vasconcelos; 
  • Ana Rafaela Vasconcelos Damasceno, esposa do procurador geral, Pedro Henrique Duarte Miranda;
  •  Iago Luis Mesquita de Sousa, irmão do secretário Antonio Igor Mesquita de Sousa;
  • Artur Roberto Gomes de Pinho, cunhado da Secretária Julielenn Miurão Chaves; 
  • Emanoel Rodrigues Messias Júnior, filho da secretária Valdirene Mourão Chaves Vasconcelos;
  •  Dionne Belo Ferreira, sobrinho por afinidade do secretário José William Moreira; 
  • Douglas Oliveira do Nascimento, sobrinho por afinidade do superintendente do SAAE, Antonio Cícero de Araújo; 
  • Lucas Oliveira de Araújo, filho do superintendente do SAAE, Antonio Cícero de Araújo;
  •  Francisco Danilo Alves Lima, irmão do vereador José Sérgio Alves Lima.
O descumprimento ao parecer do MPCE poderá resultar em ação de improbidade administrativa contra o prefeito. As exonerações deverão acontecer em um prazo de 96 horas após a emissão da recomendação.

NATHAN LOIOLA

Postar um comentário

0 Comentários