728x90

centered image

Crateuense Mestre Zé Renato falece em Fortaleza



É com pesar que a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) comunica o falecimento do Mestre Zé Renato, nesta quarta-feira, 31/3.

Tesouro Vivo da Cultura do Ceará diplomado em 2018 pelo Governo do Estado do Ceará e a Secult, José Renato Vasconcelos de Carvalho, 69, nascido em Crateús, foi mestre de capoeira, tendo iniciado sua trajetória por volta de 1960. Responsável por criar o primeiro grupo de capoeira da capital cearense: o grupo Xangô, após contato com mestres como Pastinha e Bimba, na Bahia, e depois com outros mentores no Rio de Janeiro e Maranhão.

Também criou outros núcleos de capoeira pelo Ceará como o Grupo Alma Negra. Em 1989 foi aclamado mestre pela comunidade da capoeira cearense, formada por alunos e representantes da sociedade civil. Paralelamente dinamizava as atividades participando de outros grupos, como Grupo Cordão de Prata, com Mestre Zé Ivan; Grupo Zumbi, com Mestre Everaldo; Grupo Afro Brasil, com o mestre Dão e Grupo Tradição Cearense, com mestre jaguar. No ano de 2011 Zé Renato é agraciado com o Prêmio Viva Meu Mestre, em evento realizado no Cuca da Barra, sendo ele reconhecido como Mestre de Capoeira, em nível nacional, pelo Ministério da Cultura e Fundação Palmares. Outro importante destaque, na sua carreira, foi o reconhecimento de Notório Saber Popular da Cultura tradicional, pelos 41 anos dedicados à capoeira no Ceará, pela associação Raízes do Brasil, de Crateús.

Mestre Zé Renato, portanto, compartilhou com os cearenses as expressões e a cultura afro-brasileira, mostrando a diversidade cultural que existe em nossa identidade e em nossos corações.

A Secult Ceará se solidariza com os familiares, amigos e com as pessoas que admiram a arte e o ofício do mestre Zé Renato.

Com Ascom Secult

Postar um comentário

0 Comentários