O Ministério Público Eleitoral ingressou na terça-feira (15) com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE, pedindo a cassação do Diploma da prefeita eleita do Município de Pires Ferreira, Dra. Lívia (PDT) e de sua vice Fabiana (PSC).

No processo, provas fortes de abuso de poder político evidenciam que a eleição não respeitou o princípio da isonomia entre os candidatos e outras normas jurídicas. De acordo com a ação, os servidores públicos foram coagidos a trabalharem em benefício da campanha da prefeita eleita.

A ação contra a chapa da “coligação Para Seguir Cuidando Bem de Pires Ferreira” deverá transcorrer rapidamente e existe a possibilidade de novas eleições no pequeno município da Zona Norte do Estado.