Uma criança de cinco anos teve a córnea quase inteiramente queimada após álcool gel que usava respingar no olho dela. O acidente ocorreu na cidade de São Paulo, onde o menino reside com a família. O caso foi relatado pelo perfil do instagram @dicaspramamãeoficial, nessa segunda-feira, 20, e traz à tona alerta sobre o risco de crianças se acidentarem ao manusearem o produto sem supervisão e cuidados necessários.


Na publicação, a mãe da criança conta que o garoto — chamado Bento — foi apertar a válvula do item e o líquido acabou espirrando em seu olho direito. Ainda que tenha lavado o órgão com bastante água para retirar a substância, a criança chorou muito e chegou a “tremer” de dor, pedindo para que fosse levado ao médico.


Durante consulta no oftalmologista, o especialista descobriu que a córnea do garoto havia sido queimada “quase por inteira”, sendo preciso sedar Bento para que o resíduo deixado pelo produto fosse completamente retirado de seu olho. Conforme relato, o menino segue agora sob medicamentos e aguarda por recuperação definitiva, uma vez que a cicatrização de seu olho ainda não está 100% completa.


O uso do álcool gel se tornou comum com a pandemia do novo coronavírus, mas que é preciso ter bastante cuidado ao utilizar o produto. No caso do uso em crianças, então, a especialista explica que a atenção deve ser redobrada, já que elas têm tecidos mais sensíveis no olho.

O Povo