Mais Médicos reintegra profissionais cubanos para atuarem nos Sertões de Crateús

O governo federal reintegrou cinco profissionais de Cuba para atuarem no programa Mais Médicos em municípios da região, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira (15).

De acordo com o documento, os médicos atuarão nos municípios de Novo Oriente, Santa Quitéria, Ararendá, Tamboril e Tauá.

Os cinco profissionais de saúde selecionados foram inscritos no edital do Ministério da Saúde de 26 de março, para chamamento dos profissionais residentes no Brasil depois do rompimento da cooperação internacional com Cuba, em novembro de 2018. 

Essa lista foi a primeira a ser divulgada neste edital e outros dois ainda estão em análise pelo governo federal. Conforme a portaria, os quatro médicos já se apresentaram nos municípios em que atuarão. A última apresentação aconteceu na segunda-feira (11).

Em todo o País, 157 médicos cubanos foram reintegrados ao programa do governo federal, segundo a portaria. O contrato tem previsão de dois anos, sem prorrogação.

O Ministério da Saúde estima um total de R$ 1,4 bilhão em investimentos, e que esses profissionais poderão atuar em mais de uma unidade de saúde, o que deverá ser organizado pelas respectivas secretarias de saúde dos municípios.

Foto: Agência Brasil
*Com redação do Mais Goiás

Postar um comentário

0 Comentários