Novo Oriente: Procurador do município alerta sobre contaminação da mineradora Globest no açude Flor do Campo

O Procurador do Município de Novo Oriente, Dr. Agacir de Castro, em entrevista à rádio Flor do Campo, nesta segunda-feira, 09, informou estar providenciando uma ação na justiça contra a polêmica mineradora Globest, localizada na zona rural de Quiterianópolis, e contra o Governo do Estado, por ter permitido os trabalhos da empresa sem as devidas adequações as normas para que problemas futuros fossem evitados.

De acordo com levantamentos feito pelo jurista, a mina encontra-se parada, e a água da chuva leva rejeitos compostos de materiais contaminados com metais pesados para o açude Flor do Campo e também para o Rio Poty, sendo que o primeiro é o reservatório de água que abastece o município. O resultado poderá vir por meio de doenças graves a saúde a longo prazo, de problemas de pele a cardiorrespiratórias, levando em consideração já existir casos suspeitos de doenças e até morte supostamente causadas pela contaminação.

De acordo com Agacir, a situação tende a piorar “se não for feito maiores providências por parte dos governos estadual, federal e dos municipais”. O mesmo informa que irá acionar a justiça contra os devidos responsáveis.

Em 2019, ocorreu uma reunião em Quiterianópolis, promovida pela Assembléia Legislativa, com a presença de autoridades da região, mas até agora nenhuma providência foi tomada para solução dos problemas.

Postar um comentário

0 Comentários