Bacia hidrológica dos Sertões de Crateús completa 10 anos com abastecimento preocupante

bacia hidrológica de Sertões de Crateús, localizada no eixo central do Ceará, registra escassez hídrica desde 2010. É a bacia há mais tempo em situação preocupante. Apesar da seca no Ceará ter se iniciado em 2012, a região enfrenta pluviosidade abaixo da média e, consequentemente, açudes em situação preocupante desde 2010.

Com 5,63% da capacidade de armazenamento, a bacia é composta por dez açudes, sendo os maiores: Barra Velha, Carnaubal, Flor do Campo e Realejo. A bacia hidrográfica abrange municípios como Crateús e Independência.

Durante os primeiros 15 dias de fevereiro, a bacia registrou 91 milímetros (mm) de chuvas, o que representa 85,4% do volume esperado para o mês todo (106,6 mm). Em janeiro, mês de pré-estação, a região acumulou 157,9 mm de precipitações, valor 68,2% a mais do que a média para o período (93,9 mm).

Conforme informações da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), em 2010 e 2012, a bacia foi classificada em situação de alerta (categoria de 30% a 50% do volume de abastecimento). Em 2012, primeiro ano de seca do Estado, as condições da bacia hidrológica de Sertões de Crateús foram consideradas críticas (10% a 30%). Desde 2013 até este ano, a situação está mais grave, sendo classificada como muito crítica (0% a 10%).

Ana Rute Ramires – O Povo

Postar um comentário

0 Comentários