Estado do Piauí reinvindica 183,61 km² do território de Crateús; Poranga pode perder quase 70% do território

A briga por território patrocinada pelo estado do Piauí poderá fazer com que o município de Crateús perca 183,61 km² de seu território, o que corresponde a quatro localidades da zona rural. De acordo com o técnico do IBGE, Valdeci Silva, ouvido pela reportagem, tais localidades correspondem a Alto Bonito, Croatá, Estreito, e Nazário São José Surubim. Tais localidades representam 8% do território crateuense, estando nas imediações da divisa do estado reinvindicador.

 Pela proposta apresentada pelo governo piauiense, 13 municípios do Ceará e oito do Piauí seriam afetados, conforme a deputada. Poranga (CE), por exemplo, perderia 66,34% do território, Croatá (CE) 32,36%; Cocal dos Alves (PI) 22,82%; e Tianguá (CE) 20,92%.

Uma audiência pública promovida pela Assembléia Legislativa do Ceará está marcada para acontecer dia 14, no campus do IFCE de Crateús, com deputados, prefeitos e a população para debater o tema.

A decisão foi expressa atendendo a Ação Cível Originária (ACO) 1831, na qual o estado do Piauí pede a demarcação em campo de três áreas situadas na divisa e reinvidica quase 3 mil km² de terras na fronteira com o Ceará. O litígio, que iniciou ainda no Império (1822-1889), há quase 139 anos, teve uma determinação no ano de 1920 para resolução do problema, mas isso nunca aconteceu.

A disputa territorial se arrasta por quase 140 anos, a demarcação de áreas situadas na divisa do estado do Ceará com o Piauí entraram mais uma vez na pauta na política regional. O Supremo Tribunal Federal, por meio da ministra Carmén Lúcia, determinou que o exército realize perícia técnica nas faixas territorias localizadas entre os estados, a pedido do Piauí. A perícia foi totalmente paga pelo Piauí, que já depositou na conta bancária do STF na Caixa Econômica Federal o valor do custo financeiro da perícia (R$ 6,9 milhões). O estado do Ceará, por sua vez, optou por não contribuir com nenhum valor com a perícia.

Nathan Loiola com G1/Ceará Agora

Postar um comentário

0 Comentários