O crime ocorreu neste domingo (30/06),  por volta das 16:30hs em uma residência Rua Hermógenes Marques de Pinho, no Bairro Jucás na cidade de Monsenhor Tabosa.

A vítima trata-se da aposentada Maria José de Sousa, 74 anos. Dona Mazé como era conhecida, era cadeirante, e estava em sua residência quando o criminoso chegou e matou a vítima a facadas.

O corpo da aposentada foi encontrado sem as vestes, o que leva a polícia acreditar que a mesma tenha sido violentada, mas só a perícia irá confirmar se houve ou não o estupro.

Ao lado do corpo foi encontrado uma faca, um garfo e uma penela de pressão, objetos que o autor usou para ceifar a vida da vítima.

Após receber a informação a polícia militar equipe comandada pelo SD Araújo e SD R.Andrade, com o apoio da Guarda Municipal saíram em diligências, e logo em seguida o autor do crime foi localizado por populares dentro de um matagal próximo a sede.

O suspeito foi identificado como sendo um adolescente de 17 anos. O que chama atenção é que o acusado mora com os pais em uma residência que fica ao lado da casa da vítima. No momento que o autor foi localizado houve um princípio de linchamento por parte da população.

O adolescente só não foi linchado graças a polícia militar que chegou a tempo e evitou o linchamento. O adolescente foi socorrido para o hospital local e em seguida na companhia do conselho tutelar o mesmo foi encaminhado para a delegacia de polícia civil de Crateús para a realização dos procedimentos cabíveis. O crime revoltou a população Taboense.

Em conversa com a nossa reportagem o PM soldado Araújo relatou que o acusado aparentemente está drogado e nega a autoria do crime, porém a polícia não tem dúvidas ter sido o adolescente o autor do bárbaro crime.

Essa foi a segunda mulher assassinada no mês de junho na região do 7°BPM, já que no dia (13/06) uma  outra mulher havia sido morta a bala na zona rural de Santa Quitéria.

Informações de Gonçalinho Rodrigues