Top Ads

header ads

Colégio detecta indícios de violação de envelopes de provas do SPAECE em Nova Russas

Nesta quarta feira (17/10), na Escola de Ensino Médio em Tempo Integral Olegário Abreu Memória (Colégio Estadual), em Nova Russas, estava tudo pronto para a aplicação das provas do SPAECE (Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará), assim como em todas as escolas da rede estadual de ensino. Os alunos(as) foram orientados a chegar mais cedo e se dirigirem às salas e aguardar a aplicação das provas.

Enquanto os estudantes se preparavam para o momento de realização das provas, a Coordenação Municipal de aplicação das provas organizava na Sala dos Professores da escola o material para ser entregue aos alunos.

Na presença de muitos professores e do núcleo gestor, a Diretora da Escola, Professora Deuselena Dias, ao conferir os pacotes que continham as provas, detectou que um deles estava completamente ABERTO, deixando todos ali presentes surpresos e indignados. Ao pedir esclarecimentos a supervisora da aplicação negou ter conhecimento do fato, mas logo em seguida, confirmou que tinha visto o pacote aberto no dia anterior na Secretaria Municipal de Educação, no entanto, nenhuma providência teria sido tomada pela mesma e registrou que desconhecia qualquer atitude por parte da coordenação local no sentido de notificar o problema para a Coordenação Regional ou Estadual.

A Direção Escolar comunicou o ocorrido à Coordenadoria Regional (CREDE 13), que compareceu imediatamente na Escola e autorizou a aplicação da prova, ressaltando que o fato seria investigado. O Núcleo Gestor ainda procedeu com o registro de ocorrência na Delegacia Municipal de Polícia Civil, em que foi emitido um Boletim de Ocorrência e aberto inquérito investigativo.

Aguardamos ansiosos o desenrolar do caso, que as investigações sejam realizadas com seriedade e os esclarecimentos sejam revelados a toda a comunidade escolar. Os prejuízos causados nesta aplicação aos(as) alunos(as) da escola precisam ser reparados, pois os mesmos ficaram tensos e nervosos, perdendo assim a concentração devida para a resolução da prova de forma satisfatória.
Reginaldo Silva, com informações do Professor Luizinho Correia