Apaixonado se entregou à Polícia para ser "preso por amor"

Clésio disse que não estava mais tendo o amor correspondido. Foto: Facebook

Um fato inusitado aconteceu nesta quarta-feira (08) no município de Crateús, interior cearense. Um homem identificado como Clésio Alves Miranda, comprou certa quantia de maconha e foi até o Batalhão de Polícia Militar, em tentativa de ser preso.

O jovem, de apenas 18 anos, alegou que queria ser preso, pois sua paixão, de nome Luciana, não estava mais correspondendo o seu amor. A paixão é tão grande que ele tatuou o nome da amada no peito.

Na Delegacia foi registrado apenas um Boletim de Ocorrência e foi liberado. De acordo com as últimas informações, no final da tarde ele pensou melhor e acabou desistindo de tentar ser preso.

Repórter Nathan Loyola com informações de Fontenele